Phytoderm

SUGESTÕES

MEL – EQUILÍBRIO NATURAL

A nível nutricional considera-se um dos alimentos mais ricos do mundo, está cientificamente comprovado que é rico em vitaminas do complexo B (B1, B2, B6), Vitamina C, ferro, cálcio, sódio, fósforo e potássio.

O mel é um produto natural, utilizado desde tempos imemoriais pelas suas propriedades curativas, digestivas
e energéticas. Muito se deve ao facto de ser concebido a partir do néctar de inúmeras flores, combinando propriedades benéficas encontradas nas mais diferentes espécies vegetais.

O mel quando ingerido, é imediatamente assimilado pelo organismo. Como todos sabemos o mel é produzido palas abelhas, que retiram o néctar das flores e o transformam através de um processo quimico natural em mel. Como as flores são de diferentes cores e constituições, estas originam mel de diferentes sabores e tonalidades. Em relação à tonalidade, quanto mais escuro for o mel, maior a quantidade em sais minerais que contém na sua composição.

A glucose e a frutose passam directamente para o sangue, sem que o organismo necessite de exercer qualquer transformação. Além destes compostos, contém ainda substâncias importantes e indispensáveis ao organismo como cálcio e fósforo (necessários para a formação e manutenção de dentes saudáveis), sódio, potássio, magnésio e ferro.

O mel deve ser mantido num frasco de vidro bem fechado, num local seco e fresco. São surpreendentes os valores vitamínicos do mel. Leia com atenção: um quilo deste alimento é equivalente a 50 ovos, 25 bananas, seis litros de leite, três quilos de peixe, cinco quilos de maçãs, 40 laranjas, 900 gramas de cenoura ou cinco quilos de ervilhas.

CONVENCIDO?

Um medicamento natural especialmente recomendado nos casos de anemia, asma, broncopneumonia, bronquite, gripe, rouquidão, tosse e até deficiências cardíacas. O poder bactericida do mel, também está aliado às suas virtudes laxativas, melhorando significativamente o trânsito intestinal. Ao mesmo tempo, é tido como um excelente tonificante dos músculos, tecidos, nervos e órgãos em geral. Todos os que o ingerem com frequência, podem beneficiar de uma resistência acrescida a doenças infecciosas.

O mel é importante como alimento, para o equilíbrio do organismo, pois contém glucose e frutose que entram directamente na corrente sanguínea, tornando-o um produto energético. O mel pode ser utilizado como alimento, adoçante e como medicamento.

SABIA QUE…

Adicionar mel à sua alimentação diária vai enriquecer a sua qualidade de vida:
– estimula e aumenta a resistência física
– leve sedativo, ajuda a combater as insónias
– cicatrizante, antiséptico, digestivo e laxativo
– ajuda no tratamento de gastrites
– expectorante combatendo a tosse, inclusivamente a dos fumadores.

Tem ainda um uso externo, hidrata e melhora cicatrização da pele, feridas e queimaduras leves.
O mel engorda menos do que o açúcar de cana: 1 colher de chá ou 5g de mel equivale a 16,4kcal.

A cristalização do mel é um processo natural que ocorre devido a separação da glucose da frutose, formando cristais. O verdadeiro mel e com qualidade cristaliza, enquanto que o mel super aquecido ou acrescido de glucose comercial, calda de açúcar ou melado de cana não costuma cristalizar e indica falta de pureza.